Princípios e fundamentos da Medicina Chinesa

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC), também conhecida como Medicina Chinesa, é a denominação usualmente dada ao conjunto de práticas de medicina tradicional em uso na China, desenvolvidas ao longo dos milhares de anos da sua história.
Com origem ao longo do Rio Amarelo, com toda a sua estrutura acadêmica delimitada há muito tempo, a Medicina Chinesa, ao longo dos séculos, passou por muitas inovações em diferentes dinastias, tendo formado muitos médicos famosos em diferentes escolas. É considerada uma das mais antigas formas de medicina oriental, termo que engloba também as outras medicinas da Ásia, tais como os sistemas médicos tradicionais do Japão, da Coreia, do Tibete, da Mongólia e da Índia.
A Medicina Chinesa fundamenta-se numa estrutura teórica sistemática e abrangente, de natureza filosófica. Tendo como base o reconhecimento das leis fundamentais que governam o funcionamento do organismo humano e sua interação com o ambiente segundo os ciclos da natureza, procura aplicar esta abordagem tanto ao tratamento das doenças quanto à manutenção da saúde, por meio de diversos métodos.
Baseada em conceitos taoistas e energéticos, os quais enfocam o indivíduo como um todo e como parte integrante do Universo, para a MTC o indivíduo é constituído por um conjunto de energias, provenientes do Céu e da Terra, que fluem por todo o corpo e que devem estar em constante equilíbrio; quando isso não ocorre, temos então a manifestação de patologias.
Segundo registros da Dinastia Zhou, existiam, naquela época, diversos métodos de diagnósticos tais como a observação facial, a postura corporal, a audição da voz, o questionamento sobre eventuais sintomas e a tomada dos pulsos para observação dos Zang-Fu (órgãos e vísceras).

Seus princípios e fundamentos são:
Qi ou Chi (ou Energia Vital) – o estudo do Yin-Yang.
A Teoria dos Cinco Elementos (ou Movimentos) – sistema de circulação da energia pelos meridianos de energia do corpo humano (com os conhecidos pontos de acupuntura, pontos esses de entrada e saída de energia ao longo dos meridianos).

A acupuntura conhece reformas importantes na Dinastia Song (período de 960-1279), impulsionadas principalmente pelo médico Wang Weiyi, que publicou a obra Acupuntura e os pontos do corpo humano, moldando duas estátuas em bronze do corpo humano a fim de ensinar aos seus alunos as técnicas da acupuntura, acelerando, assim, o seu desenvolvimento. No século 20, Mao Tsé-Tung oficializou o ensino da Medicina Chinesa em nível universitário e a sua divulgação por toda a China, criando muitas universidades e hospitais para a prática dessa medicina, considerada, naquela altura, um recurso valioso e acessível para a saúde pública.

São oito os principais métodos de tratamento na Medicina Tradicional Chinesa:
1. Fitoterapia chinesa (fármacos).
2. Acupuntura (aplicação de agulhas ao longo dos meridianos de energia, em pontos definidos).
3. Tui Ná (massagem e osteopatia chinesa).
4. Dietoterapia (terapia alimentar chinesa).
5. Auriculoterapia (tratamento pela orelha).
6. Moxabustão (utiliza bastões da erva artemísia ou de carvão,próximos aos pontos de acupuntura; o calor emitido estimulaos pontos).
7. Ventosaterapia (sucção como forma terapêutica).
8. Práticas físicas (exercícios integrados de respiração e circulação de energia, e meditação como: Chi Kung, Tai Chi Chuan e outras artes).

Na Medicina Tradicional Chinesa, o diagnóstico é a herança deixada pelos antigos médicos chineses que, ao longo do tempo, foram melhorando a anamnese, ultrapassando algumas dificuldades e legando o seu saber às gerações vindouras.
Embora aparentemente simples, esse diagnóstico é muito eficaz. As considerações a serem feitas incluem: observar, ouvir, cheirar, perguntar e tocar. Destacam-se no diagnóstico a observação da língua e o exame do pulso, práticas essas que demoraram alguns anos a serem completamente dominadas pelos especialistas em MTC, mas que fornecem informações preciosas e exatas sobre a condição de saúde do paciente.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo

Selecione uma Categoria