fbpx

Yoga para os Olhos – Exercícios para melhorar sua visão

3D render of a female in a yoga pose against a sunset landscape

Cada dia temos mais conforto e cada dia estamos mais cansados. Cada dia existem mais remédios e cada dia existem mais pessoas doentes. Exercícios para os olhos sempre foram praticados pelos povos mais antigos: chineses, indianos, egípcio  e até pelos nossos índios que são, ou eram, bem mais evoluídos do que imaginamos. Em termos ocidentais, tirando os indígenas, parece que a primeira pessoa a se preocupar com exercícios para a visão foi o Dr. William Bates, médico americano do final do século XIX. Ele não se satisfez com o conhecimento oftalmológico da época, começou a pesquisar e a praticar exercícios e foi descobrindo coisas bastante interessantes.

Curiosamente, nos últimos anos o método Bates voltou a ser estudado e utilizado e hoje está bastante difundido na Europa e nos Estados Unidos (aqui mais em função do trabalho de Meir Schneider).

O livro Yoga para os Olhos traz os métodos e exercícios para melhorar a saúde dos seus olhos. A seguir, um pequeno trecho do livro.

Trataka, o Yoga para os Olhos original

Trataka, que significa “olhar fixamente”, aparece em dois dos principais tratados de Hatha Yoga – Gerandha Samhita e Hatha Yoga Pradipika – como uma das seis práticas de limpezas psicofísicas. E como vocês leram aí em cima, as promessas do Trataka não são pequenas.

Segundo esses livros, a prática do Trataka consiste apenas em fixar o olhar, sem piscar, em algum objeto, que pode ser uma vela, a imagem de uma divindade, e até mesmo a lua ou o sol nascente, estes dois apenas em práticas mais avançadas, bem avançadas. Não arrisque se ainda não chegou lá…

Existem dois tipos de Trataka: bahiranga (exterior) e antaranga (interior). O primeiro é o que nos interessa neste livro, embora o segundo também seja muito interessante, já que trabalha a convergência da visão interna em alguma ‘coisa’ também interna, que pode ser um chakra, por exemplo, ou a imagem de alguma divindade. Um trabalha com os olhos abertos e o outro com eles fechados.

O Trataka, além de todos os seus enormes benefícios na área da saúde ocular, é um poderoso exercício de concentração. Diz Swami Satyananda, mestre indiano bastante importante e conhecido: “Tradicionalmente sua prática é considerada como parte do Hatha Yoga, mas sua técnica se assemelha mais a um mudra, de maneira que também pode ser considerada como parte do Raja Yoga. Se praticada regularmente, desenvolve um poder de concentração até um grau quase ilimitado.” Ou seja, além de uma excelente técnica de Pratyahara (abstração dos sentidos) e Dharana (concentração), Trataka também pode, como diz Satyananda, se tornar um mudra, como a fixação do olhar no ponto entre as sobrancelhas, e/ou na ponta do nariz.

Em termos energéticos, o Trataka, de uma forma geral, vai trabalhar energizando e despertando o Ajña Chakra, que é o chacra que “gerencia” os olhos.

Prática e cuidados para sua visão

No primeiro estágio da prática, o yogi fixa sua atenção no símbolo Om, por exemplo, focando a atenção em cada pensamento ou sentimento que venham a surgir, e deles se afastando suavemente, para que a mente seja completamente absorvida pelo símbolo. A prática continua até os olhos lacrimejarem, e aí eles se fecham, e relaxam naturalmente.

Como não somos iogis, ainda, vamos começar mais devagar, fixando o símbolo, que pode ser também um pequeno círculo na parede, a uma distância de um metro, pouco mais, pouco menos, de nossos olhos, por um ou dois minutos, ou o tempo que conseguirmos ficar sem piscar. Aos poucos, você conseguirá ficar mais tempo, até chegar ao lacrimejo.

O segundo estágio é feito com uma chama de vela. O praticante executa o mesmo ritual inicialmente, vai aumentando gradualmente o tempo de fixação na chama da vela sem piscar, até os olhos lacrimejarem, e se fecharem naturalmente. A partir daí, o yogi tenta manter a concentração na imagem mental da chama, mantendo-a na mente tanto quanto possível. A princípio, ela será uma imagem real, mais tarde, ela somente existirá nos olhos da mente, e o exercício a partir daí trabalhará o desenvolvimento da concentração.

O Trataka é um exercício que limpa e tonifica os músculos e o nervo ótico, assim como descansa as vistas. Desenvolve a força de vontade, a intuição, favorece a meditação, e também desperta a clarividência e outros poderes extrassensoriais, segundo os mestres. E para Satyananda, o Trataka também é excelente para diminuir ou curar a insônia, devendo nesse caso ser praticado por alguns minutos antes de deitar.

Outros tipos de tratakas consistem em fazer certos movimentos de rotação dos olhos e alongamentos dos músculos e nervo ótico. Vamos a eles e a outros conselhos do Yoga, seguindo orientação do Swami ­Satyananda:

  • Use óculos, ou lentes de contato, o mínimo possível, apenas quando eles são absolutamente indispensáveis;
  • simplifique sua alimentação, preferindo a dieta vegetariana ou pelo menos reduza muito seu consumo de carnes;
  • veja menos televisão e computador;
  • faça práticas que diminuam a tensão mental e emocional. Se sua mente e seus olhos estiverem relaxados, você pode ler várias horas sem cansá-los, nem prejudicá-los. Em caso contrário, poucos minutos já cansam e fazem mal aos olhos;
  • ande descalço na grama, na areia ou na terra, sempre que possível. Assim você ativa os pontos reflexos da área de visão do cérebro que estão nas solas dos pés.
***

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Logo

Main Menu